Washington Reis

‘Temos muito trabalho pela frente e garanto que o cidadão vai experimentar grandes melhorias em breve’, afirma Washington Reis, secretário de Transporte e Mobilidade Urbana do RJ

Em entrevista, o secretário revela os próximos passos para melhorar a vida do cidadão fluminense em relação aos transportes públicos 

O ex-prefeito de Duque de Caxias Washington Reis, do MDB, novo secretário de Transporte e Mobilidade Urbana do RJ, revelou em entrevista, quais são os próximos passos para melhorar a vida do cidadão fluminense em relação aos transportes. Para cumprir a missão, o secretário, que conta com o apoio incondicional do governador Cláudio Castro, explicou que vem participando ao longo do seu primeiro mês de mandato de importantes reuniões com especialistas e responsáveis pelos transportes, para entender os gargalos e as dificuldades que terá que enfrentar pela frente.

“Estou ouvindo todos os atores envolvidos na logística, infraestrutura e mobilidade urbana, percorremos as linhas do transporte ferroviário assim como fizemos nas barcas e no metrô. Temos muito trabalho pela frente e garanto que o cidadão fluminense vai poder experimentar grandes melhorias em breve”, afirmou.

No primeiro mês de gestão, Washington também anunciou que está montando um plano de reestruturação do sistema de transporte público do estado do Rio, que vai garantir importantes melhorias na Supervia, com controle sobre a questão do roubo de cabos e no acompanhamento do serviço, regularizando horários de partida e chegada dos trens e fiscalizando as composições. Também adiantou que pretende obras de mobilidade e transporte, como a da linha quatro do metrô, por exemplo. Com relação aos ônibus, o objetivo é intensificar a fiscalização e a questão da climatização e sucateamento da frota. O secretário ainda falou sobre as barcas, transportes intermunicipais, transporte alternativo e o que pretende fazer para garantir transporte com qualidade, conforto e segurança para toda a população.

A seguir você acompanha uma breve entrevista com o secretário e conhece um pouco melhor os projetos do Governo do Estado do Rio de Janeiro para os transportes e Mobilidade Urbana.

1 – Secretário, como avalia o primeiro mês do seu mandato como secretário de transportes?

Avalio de forma muito positiva, especialmente porque, com todo o apoio do governador Cláudio Castro, estamos dispostos a melhorar cada vez mais a vida do cidadão fluminense. Temos toda a expertise, muito boa vontade e disposição para trabalhar pelo nosso estado. Já estamos nos reunindo com especialistas e responsáveis de todos os tipos de transportes, ouvindo todos os atores envolvidos na logística, infraestrutura e mobilidade urbana, percorremos as linhas do transporte ferroviário para entender as dificuldades que temos a enfrentar, assim como fizemos nas barcas e no metrô. Temos muito trabalho pela frente e garanto que o cidadão fluminense vai poder experimentar grandes melhorias em breve.

2 – Nessa missão, quais as primeiras medidas tomadas para melhorar a questão dos transportes no estado?

O governador Cláudio Castro, quando me confiou essa missão, fez alguns pedidos. Todos eles se resumem em garantir que o cidadão fluminense tenha acesso a serviços dignos, de qualidade, com conforto e segurança. E é nisso que temos colocado todo foco e energia. Estamos montando um plano de reestruturação do sistema de transporte público do estado do Rio. Esse plano vai garantir importantes melhorias na Supervia, com controle sobre a questão do roubo de cabos e no acompanhamento do serviço, regularizando horários de partida e chegada dos trens e fiscalizando as composições. Vamos retomar obras grandiosas de mobilidade e transporte, como a da linha quatro do metrô, por exemplo. Com relação aos ônibus, vamos fiscalizar a questão da climatização e sucateamento da frota. Sobre as barcas, estamos preparando a modelagem da futura licitação e posso garantir que o serviço não será prejudicado e continuará mantido com toda a qualidade, conforto e segurança necessários para a população.

3 – O senhor já afirmou que pretende reforçar com a Polícia Militar as operações combater o furto de cabos da Supervia. O que está sendo feito para combater este problema?

Essa é uma questão urgente e que merece toda a nossa atenção. O roubo de cabos é extremamente prejudicial para o Rio porque ele inviabiliza o sistema, encarece demais os custos e só causa transtornos. Nós temos nos reunido tanto com a Supervia quanto com os responsáveis pelos ferros-velhos e depósitos para coibir o furto. Tanto quem rouba, quanto quem compra ou vende cabos furtados passará a ser responsabilizado. A Polícia Militar está ajudando muito nesse acompanhamento e fiscalização, o governador Cláudio Castro me dá todo suporte e respaldo, e o deputado estadual Rosenverg Reis apresentou um projeto de lei que dispõe sobre a comercialização de cabos e fios metálicos queimados no estado. Enfim, um grande conjunto de ações e iniciativas fundamentais para o combate a essa prática criminosa que prejudica tanta gente.

4 – Em relação à fiscalização dos transportes intermunicipais, como o senhor está se preparando para este desafio?

Posso garantir que todo o sistema de transporte público do estado será acompanhado de perto pela Setram, isso inclui linhas municipais e intermunicipais. Estamos fortalecendo e reestruturando o Detro, que é o órgão responsável pela fiscalização dos transportes intermunicipais. Com infraestrutura e uma equipe técnica responsável e qualificada nós iremos atuar firme para oferecer aos passageiros o que há de melhor no transporte público.

5 – O senhor também já se demonstrou disposto a dialogar com representantes do transporte alternativo de diferentes municípios, a fim de melhorar o atendimento aos passageiros. O que pode nos adiantar?

A conversa e o diálogo são sempre o melhor caminho para qualquer operação desse tipo. Precisamos ouvir a todos. Os que oferecem o serviço e, principalmente, aqueles que utilizam o sistema. Quem usa o transporte diariamente conhece os problemas e as dificuldades de perto, tem propriedade para apontar as urgências e maiores prioridades. Por outro lado, quem oferece o serviço também tem que ser ouvido. Até porque, são eles que colocam o sistema pra funcionar. O governador Cláudio Castro sempre preza por um governo que dialoga com todos e, na Setram, não faremos diferente.

6 – SuperVia e Barcas: o que o senhor pode dizer para os usuários?

Posso afirmar que os dois sistemas serão modernizados e reestruturados. Com relação à Supervia, estamos trabalhando em parceria com a empresa mas não deixamos de cumprir nosso papel, que é o de cobrar e fiscalizar a operação para garantir que os passageiros e usuários tenham o melhor serviço possível, com conforto, qualidade, horários sendo cumpridos, com composições modernas, limpas e seguras para todos. E sobre as barcas, assinamos um termo para formalizar o fim do contrato de concessão mas com uma transição de um ano, renovável por mais um. O acordo garantirá a manutenção da gestão do transporte aquaviário do estado com a concessionária até que um novo modelo de licitação seja concluído, em até 24 meses. Esse período de transição é fundamental para adequação e finalização da modelagem da futura licitação e para que a população não seja prejudicada sem o serviço.

7 – Há mais alguma outra pauta importante que o senhor queira destacar?

Quero deixar registrado o meu agradecimento ao governador Cláudio Castro, primeiro por me confiar essa nobre tarefa e, segundo, por garantir toda a infraestrutura e suporte necessários para que eu desempenhe esse papel da melhor forma possível. O que o povo do estado do Rio de Janeiro pode esperar de mim é muita garra, disposição e boa vontade para trabalhar. Acordo cedo, durmo tarde e gosto muito de trabalhar.

8 – Muito obrigada pela entrevista e peço que deixe uma mensagem final sobre o que a população fluminense pode esperar em relação ao trabalho da Secretaria de Estado de Transporte e Mobilidade Urbana durante o seu mandato?

Eu assumi a gestão da Secretaria depois mais de 30 anos de vida pública ocupando cargos como vereador, prefeito, deputado estadual e deputado federal. Durante 10 mandatos nos referidos cargos, adquiri expertise e competência comprovadas e conhecidas publicamente, solucionando questões e problemas antigos da população do Estado do Rio de Janeiro e da Baixada Fluminense, especialmente nas questões ligadas ao sistema público de transporte e à mobilidade urbana. Fui presidente da comissão de viação e transportes da Câmara Federal, quando ampliei a sua capacidade de gestão e de operação de tais mecanismos. Com relação à análise do Ministério Público sobre a minha nomeação na Secretaria, ressalto que tenho plena confiança na justiça e reforço que ainda não houve trânsito em julgado para o caso, uma vez que o processo ainda encontra-se em análise de mérito perante o Supremo Tribunal Federal. O governo do estado foi intimado e se manifestará no prazo dado pela Justiça.

Durante a última campanha eleitoral, estive ao lado do governador Cláudio Castro e me dediquei inteiramente ao processo de reeleição. Desta forma, quando fui convidado a compor o quadro de secretariado do Governo do Estado do Rio de Janeiro, senti-me honrado e aceitei imediatamente a missão. À frente da pasta, estarei sempre pronto para colaborar com o governador Cláudio Castro e não medirei esforços para garantir que a população do Estado tenha melhores condições de deslocamento e tenha muito mais qualidade de vida, com serviços dignos e eficientes.

Um pensamento em “‘Temos muito trabalho pela frente e garanto que o cidadão vai experimentar grandes melhorias em breve’, afirma Washington Reis, secretário de Transporte e Mobilidade Urbana do RJ

Comentários estão fechados.

Rolar para o topo